quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Viagem com bebês e criança

0 comentários
Hoje vou falar sobre as nossas viagens.
A primeira foi para Campos do Jordão, a Helena tinha 2 meses!, sim, apenas 2 meses ( a pediatra tinha liberado), a tensão começou na serra, chorei com medo dela sentir dor de ouvido, mas fiz como a pediatra tinha recomendado, dei a chupeta logo que entramos na serra, e foi tudo ok, sem choro e sem dor de ouvido.
A outra tensão foi quando chegamos, com o frio, deixava ela enrolada em 2 cobertas, muitas roupas, luvas e gorro, ela mal conseguia se mexer ahhaha, mas ela gostou do friozinho, dormia muito <3
Ficamos 4 dias, na casa de uma amiga, tomávamos muito cuidado, so ir em lugares abertos, e não sair a noite. Apesar da preocupação constante foi muito gostoso, afinal, foi nossa primeira viagem em família.
Campos do Jordão


A nossa segunda viagem foi para mais longe, fomos para Gramado-RS, Helena tinha 5 meses. 
Vamos começar no avião.. a ida foi bem complicada, antes de entrar no avião ela já estava chorando muito, e quando entramos não foi diferente, dei a chupeta na hora da decolagem, para não doer o ouvido, e logo em seguida a mamadeira, tomou a mamadeira e capotou... 
Quando chegamos foi basicamente a mesma coisa que na primeira viagem, colocava um monte de roupa nela, saíamos passear e quando começava a serração voltávamos para o hotel, e não saiamos mais. 
Nessa viagem aproveitamos bastante, ela já estava interagindo mais, andamos de trem, fomos a parques, restaurantes, shows, conseguimos aproveitar bastante. Foi uma viagem deliciosa, e não vejo a hora de voltar. 
Gramado-RS


Nossa terceira viagem foi para Olímpia, fomos em família, com minha cunhada, cunhado e sobrinhos, foi muuuito gostoso. Fomos em um parque aquático, e foi a primeira vez da Helena na piscina, e adivinha? ela AMOU. Tinha 5 meses. 
Esse é outro destino que não vemos a hora de voltar, é bom para todas as idades. 


Olímpia


Apesar de difícil e trabalhoso viajar com bebê é muito gostoso. Muitas vezes pensava "próxima viagem só quando a Helena estiver maior" e quando tinha uma oportunidade, lá estávamos nós hahah. 
Fizemos mais algumas viagens, mas faço outro post contando da experiência. 
Deixem nos comentários como foi a experiência de viajar com bebês



sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Grávida não é patrimônio público

0 comentários

Acho que todas as pessoas passam pelos palpites, comentários desagradáveis e por ai vai né. Na gestação parece que esses palpites triplicam. São 9 meses de pitacos.

No meu caso, engravidei quando tinha 20 anos, e isso para a sociedade é um absurdo, então sempre que saia com meu marido, alguém sempre fazia o infeliz comentário : "Nossa, mas você é tão jovem, tem a vida toda pela frente", "Nossa, mas quantos anos você tem?" , "Tão novinha", os comentários sempre vinham acompanhados com uma cara de susto, ou pena. Nunca entendi o porque...., na verdade entendo sim, são pessoas sem o menor senso de noção, pessoas infelizes.

Os comentários que mais escutei durante a gestação: 
Não coma tanto, depois não vai recuperar o que ganhou..
Aproveite parar dormir agora, porque depois... nunca mais
A dor do parto, é a pior dor, se prepare.
Nossa, mas você não pode comer isso.

Muito dos palpites eram como deveria cuidar da minha filha quando ela nascesse (???????), o que eu deveria comer, o que deveria fazer para ela parar de chorar, como deveria segura-la e por ai em diante...

Quando ela nasceu, foi a mesma coisa, parece até que aumentou. Ja cheguei a escutar que era para dar banho com alcool pura nela (MEU DEUS).

Palpites atuais: 
Você não pode ligar para birras...
Um tapinha não faz mal a ninguém....
Ainda está na chupeta? Já passou da idade....
Isso é de tanto você mimar ela...
Ela está muito magrinha...
Será que não seria melhor colocar mais uma blusinha?

Os palpites não são apenas na gestação, pelo contrário, na gestação é só o começo. Um começo sem fim. Vocês já passaram por isso né, tenho certeza hahah, deixem nos comentários os palpites mais escutados!

domingo, 26 de novembro de 2017

Brincadeira com crianças e bebês!

1 comentários
Minha pequena tem 1 ano e 11 meses, e com esses feriados prolongados sempre procuro algo para entreter ela, algo diferente.
Dessa vez achei o gelo de pintura, ela adorou, ainda mais pelo fato dela AMAR comer gelo, e isso acontece raramente, então quando ela viu eles alí, todos pra ela, ficou louca hahahah


Para fazer, só precisa colocar água nas forminhas de gelo, pingar o corante, e colocar os palitos. Além de super fácil de fazer, são coisas que temos em casa, e o que não temos em casa é baratinho.
O corante alimentício paguei R$1,60 e os palitos de sorvete já tinha em casa, mas é em torno de R$4,50 o pacote grande. 



Espero que tenham gostado da dica, e façam com seus pequenos! <3


quarta-feira, 31 de maio de 2017

Ser mãe jovem

0 comentários
 Antigamente era comum mulheres/meninas casarem cedo, e consequentemente terem seus filhos cedo também. Já hoje em dia, as mulheres estão preferindo casar e ter seus filhos mais tarde, comigo foi diferente... Casei com 19 anos e tive a Helena com 20, e ao contrário do que todos pensam, SIM, eu QUIS ter filho cedo (o positivo foi muito esperado).

 Sofri preconceitos através de olhares, comentários diretos e indiretos e quando tive a Helena não foi diferente, na verdade, aumentou, sempre que saia com ela alguém perguntava: "é sua filha?", "nossa, mas você é muito nova para ser mãe" e assim por diante... e algum desses comentários sempre virão de alguém da família. No começo chegava em casa e chorava, chorava... hoje em dia não me preocupo com os olhares nem com os comentários, as pessoas SEMPRE vão falar, de TUDO. 

 Mas vamos lá.... eu quis ser mãe cedo, mas mesmo eu escolhendo ser mãe cedo, há muitas dificuldades além dos preconceitos, a insegurança, o medo, os amigos se afastam, não há mais momentos de lazer e você sempre vai deixar suas vontades de lado para fazer as vontades do filho com o maior sorriso no rosto (o que ocorre com todas as mães, de qualquer idade). 

 Apesar das dificuldades da maternidade, podem ter certeza que vale a pena, casar e ter a Helena foi sem a dúvida a MELHOR escolha que fiz na minha vida, e se pudesse voltar atrás, faria a mesma coisa, escolheria a minha família. meu bem mais precioso, a minha base. Ter um filho é um aprendizado, é aprender a se doar por completo, a amar infinitamente (aquele amor que chega a doer o coração), deixar suas vontades de lado, mesmo acabada você estar com o sorriso no rosto e fazendo palhaçadas para ouvir as melhores gargalhadas, Filho é a maior benção na vida, o maior e mais puro amor! É alegria todo dia! 

"Ser mãe é dar forma a um amor que você nunca pensou que existisse. E embora você tenha clareza de que qualquer mulher pode dar à luz, você sabe que a sua experiência é única, que você se sente muito mais viva, e que cada dia você se surpreende com como algo tão pequeno pode ser tão grande…"

terça-feira, 6 de setembro de 2016

TAG: MÃE DE PRIMEIRA VIAGEM

0 comentários
Depois de muuuuuuuito tempo estou de volta (êêêêêê)!
E hoje vamos de TAG!


1. Você trabalha fora ou é dona de casa?
 R: Dona de casa.
2. Você gostaria que fosse diferente (referente a pergunta acima)?
 R: Não, sou grata por poder passar o tempo todo com a minha pequena.
3. Você compartilha a cama com seu filho (a)?
 R:Não, minha baby não gosta de dormir na cama junto, já tentei várias vezes coloca-la para dormir em cama compartilhada, mas ela chora e não dorme.
4. Um produto de bebê que você não vive sem
 R: Fralda e aspirador nasal.
5. Quantos filhos vocês pretendem ou planejam ter?
 R: 2 ou 3.
6. Date night? Já teve uma noite a sós para passear com o marido?
 R: Já, mas confesso que o coração fica pequenininho.
7. Qual o programa favorito do seu filho? Ou Atividade ou brinquedo?
 R: Ela adora brincar com os papais, e ver desenho.
8. Diga uma coisa que comprou antes de ter seu filho (a) mas que nunca usou.
 R: Que eu nunca usei nada, mas a poltrona de amamentação da pra contar nos dedos de uma mão quantas  vezes usei.
9. A comida favorita do seu filho (a)
R: Manga, devooooooora hahahhaha.
10. Quantos carros sua família tem?
 R: Não entendi a finalidade desta pergunta mas ok, temos 1.
11. Férias dos sonhos com seu filho (a)
 R: Disney.
12. Como sua vida mudou desde que seu filho (a) nasceu?
 R: Mudou completamente, horários, responsabilidade, olhar o mundo de maneira diferente, enfim tudo, tudo. 
13. Termine a frase: Meu coração derrete quando meu filho (a)…
 R: Sorri, não há nada mais gostoso, transmite a maior paz do mundo.
14. Aonde você compra coisas (roupas e afins) para seu filho (a)?
 R: Não tem uma loja específica, mas Hula Hop, riachuelo, Nana Naninca etc.
15. Produto favorito de maquiagem e pele para mamãe.
 R: De maquiagem sem dúvida rímel, e de pele creme hidratante.
16. Fraldas fashion, sim ou não?
 R: Fraldas comuns.
17. Você sempre quis ter filhos?
 R: SIMMMMMMMMMM.
18. Qual a melhor parte de ser mãe?
 R: A melhor parte é receber o sorriso mais sincero, o abraço, beijo, brincar, ver a alegria do filho ao te ver, é recompensador e sem explicação. Amor imensurável. 

É isso pessoal, espero que gostem, pois adorei responder as perguntas! <3

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

1 comentários

Cuidados com a pele: Mary Kay 

Olá meninas!!!
Hoje venho falar sobre um assunto importante e que se altera muita na gestação: a nossa pele! Nesse post vou falar especificamente da pele do rosto ( no próximo falo sobre o que usei no resto do corpo).

No começo da gestação minha pele ficou CHEIA de espinha e bolinhas vermelhas, parecia que cada dia que passava aparecia uma nova, ficou horrível. Depois de um certo tempo, minha pele começou a ficar muito seca, e chegou ao ponto de descascar e agora no final da gestação ainda aparecem espinhas, mas bem pouca, e não é sempre.

Com essa alteração toda, resolvi tratar com produtos específicos e depois de pesquisar escolhi os produtos da Mary Kay ( adianto que não me arrependi nem um pouco!) são um pouco carinhos mas fazem muito efeito.
A linha de tratamento.
A etapa 1 e 2 eu uso diariamente, de manhã e a noite.

Esses dois produtos uso no máximo 2 vezes por semana, eles são mais fortes, e tem mulheres que usam apenas 1 vez por semana, porque o esfoliante é forte. Veja o que se adapta à sua pele, mas o recomendado é não passar de 2 vezes por semana.

Essa foto é um antes e depois, para mostrar como meu rosto ficou cheio de espinhas ( não reparem a diferença de cor, pois no começo da gestação vivia pálida por conta da alimentação e dos sintomas, como já contei em outro post).


É isso meninas, quis compartilhar minha experiência de pele com vocês hahaha. Muitas mamães falam que na gestação a pele ficou linda, com um brilho diferente, no meu caso não foi assim, e sei que no caso de  muitas  também não é assim, então espero ter ajudado! Se você também passou por essa fase deixe aqui nos comentários e me conta como foi a solução, Beijos <3


quinta-feira, 12 de novembro de 2015

4 comentários

Resumo da Gestação: Sintomas


Como já estou com 33 semanas e 2 dias, não fiz o famoso diário da gestação, e por isso vou fazer um resumão dessas 33 semanas!

"Descobri"que estava grávida com 7 semanas (quaaaase 2 meses), sentia cólicas e uma dorzinha chata nos seios, mas até então não tinha enjoos, só esses dois sintomas, quando entrei nos 3 meses de gestação, JESUS...., começou os enjoos, vômitos, uma fraqueza absurda. Chegava a vomitar cerca de 12 vezes por dia, sempre tinha que ir no pronto socorro tomar remédio na veia e soro porque tinha dias que não conseguia nem levantar da cama de tanta fraqueza. Os vômitos intensos e os enjoos duraram até os 6 meses, mas até hoje (beirando os 9 meses) tem dias que não consigo tomar nem água que passo mal. - MAS CALMA! muitas mulheres só sentem esse mal estar forte até os 4 meses - 

Pressão: Minha pressão sempre foi 12 por 8, logo quando engravidei ela subiu para 13 por 8 ( o que me assustou muito, pelo fato da minha mãe ter tido pré-eclampsia na minha gestação), mas ainda era uma pressão boa, já que é normal a pressão alterar quando a mulher engravida. 

Desejos: Bem no começo tinha um desejo louco por doces, principalmente por chiclete, em especial o babaloo, comia todo dia um. AH! E outro desejo que tive, mas teve que ser interrompido foi pelas azeitonas *-*, mas parei porque minha pressão foi pra 14 por 9, o que já é alto para um gestante. 

Quando entrei nas 30 semanas, comecei a sentir muita, mas muuuita dor nas costas ( estou com o nervo ciático inflamado e por isso ando igual uma pata hahh), outro sintoma que chegou com toda força foi a irritabilidade, qualquer coisinha, por menor que seja me irrita, (acho que é porque junta a dor nas costas com a ansiedade e vira um bolo só hahah - tadinho do meu marido-).

Mas é isso pessoal, de sintomas diferentes não tive nenhum, graças a Deus, tudo que tive é o considerado "normal" para uma gestação. 

Por hoje é só, e nos próximos post sobre a minha gestação eu conto sobre os ultrassons! <3 Espero que tenham gostado, e deixem nos comentários quais foram os sintomas de vocês, para podermos compartilhar! <3 


 

Aos Vinte Copyright © 2012 Design by Ipietoon Blogger Template